Ministro do Desenvolvimento Social revela irregularidades no Bolsa Família

O ministro do Desenvolvimento Social, Wellington Dias (PT), divulgou que cerca de 2,5 milhões de pessoas podem estar recebendo indevidamente o Bolsa Família. Ele informou que o governo está revisando aproximadamente 10 milhões de cadastros do programa de transferência de renda, dos quais 25% apresentam “grandes indícios” de irregularidades. A revisão dos dados está prevista para ser concluída em breve e será apresentada ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Crédito: Governo Federal/Flickr/Divulgação bolsa-familia A revisão dos dados será concluída em breve e apresentada ao presidente Lula

Foco na revisão

Wellington Dias atribuiu as irregularidades ao governo anterior, alegando que houve uma “bagunça” no Cadastro Único, que serve de base para os cadastros do Bolsa Família. Ele destacou que há pessoas com renda de nove salários mínimos cadastradas no programa, descumprindo as regras. O ministro enfatizou que a revisão não é apenas uma atualização de cadastro, mas uma questão de justiça social.

O Bolsa Família, de acordo com o governo federal, destina-se a famílias em situação de extrema pobreza e pobreza, com renda mensal per capita de até R$ 105 e R$ 210, respectivamente, além de famílias em processo de emancipação.

Fonte: JP Imagem

Fonte: Facebook

Fonte: Facebook Events