Benefícios do Bolsa Família em 2023 e renda per capita mínima recebida por pessoa

O Bolsa Família é um programa de assistência social, fornecido pelo governo federal, que visa ajudar famílias em situações de extrema pobreza no Brasil. Atualmente, mais de 21 milhões de famílias de baixa renda são atendidas por este programa de transferência de renda. Neste texto, abordaremos os detalhes sobre a renda per capita do Bolsa Família, bem como os critérios para ter direito a este benefício.

### Como funciona a renda per capita do Bolsa Família?

O Bolsa Família é voltado para famílias que se encontram abaixo da linha de pobreza, conforme estabelecido pelo Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS). Existem critérios relacionados à renda familiar total e a renda per capita, que são utilizados para determinar a elegibilidade para o benefício.

#### Quais são os medicamentos gratuitos fornecidos pelo Bolsa Família?

Existe uma renda familiar total e uma renda per capita (por pessoa) que estabelecem os limites financeiros para ter direito ao programa. Em 2023, a renda per capita necessária para ter acesso ao Bolsa Família é de até R$ 218,00 mensais por pessoa da família. Isto quer dizer que, se a média da renda recebida por todos os membros do domicílio for inferior a R$ 218,00, então a família tem direito ao benefício.

Caso sua família cumpra este critério de renda, é necessário que você se cadastre no Cadastro Único, que pode ser feito em unidades do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) em sua cidade.

### Renda per capita Bolsa Família em 2023: extrema pobreza?

Sim. A renda per capita para ter direito ao Bolsa Família leva em consideração a linha de pobreza e extrema pobreza. Além do valor mínimo de R$ 600,00, o programa oferece benefícios adicionais através da Cesta de Benefícios, os quais incluem:

Benefício Descrição
Benefício de Renda de Cidadania (BRC) R$ 142,00 é o valor mínimo por pessoa no programa
Benefício Variável Familiar Nutriz (BVN) R$ 50,00 adicionais para famílias com crianças de idade inferior a 7 meses
Benefício Primeira Infância (BPI) R$ 150,00 adicionais para famílias com crianças de idade entre 0 a 7 anos incompletos
Benefício Variável Familiar (BVF) R$ 50,00 adicionais por componente que tenha entre 7 e 18 anos incompletos e gestantes
Benefício Complementar (BCO) Valor variável concedido a famílias cuja soma dos benefícios não atinja o mínimo de R$ 600,00
Benefício Extraordinário de Transição (BET) Garantia de que nenhum beneficiário receberá valor menor ao recebido no antigo programa, com validade até maio de 2025.

Os pagamentos do benefício são realizados pela Poupança Social Digital, que pode ser movimentada pelo aplicativo Caixa Tem pelos titulares. Os depósitos mensais são feitos conforme o calendário do Bolsa Família, que usa o final do Número de Identificação Social (NIS) dos segurados como base.

É possível descobrir o valor da renda per capita calculando a receita total da família e dividindo pelo número de moradores. Se este resultado for inferior a R$ 218,00, então a família tem direito ao Bolsa Família.

Por fim, o Bolsa Família pode ser consultado através do aplicativo Caixa Tem ou Bolsa Família, ou pelos números 111 e 121. Para continuar recebendo informações sobre benefícios sociais, inscreva-se no formulário disponível no site para receber os destaques semanais por e-mail.