Marcelo Castro afirma que Congresso está disposto a viabilizar o Auxílio Brasil em R$ 600

TON MOLINA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO – 03/11/2022
Senador Marcelo Castro
Marcelo Castro (MDB-PI) é senador e o atual relator do orçamento federal de 2023

O senador e relator do orçamento de 2023, Marcelo Castro (MDB-PI) afirmou em entrevista à Jovem Pan que a aprovação da PEC de Transição dependerá do texto que a equipe liderada pelo vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB), encaminhará pelo novo governo. Entre outras políticas sociais que foram prometidas, a Proposta de Emenda à Constituição é uma alternativa encontrada pelos petistas para que seja viabilizado o pagamento do Auxilio Brasil de R$ 600 para o próximo ano. Apenas para o programa de transferência de renda, serão R$ 52 bilhões de gastos fora do teto, sem contar reajuste de merenda escolar e reajuste do salário mínimo, por exemplo. Castro ressaltou que a possibilidade de aprovação dependerá do texto a ser entregue. “Minha posição é conservadora, o orçamento é da responsabilidade do atual governo e que o Congresso irá emendar. Ao governo eleito, sabe apresentar as demandas. Nós vamos emendar o orçamento à nova realidade política do Brasil, mas entender que não é um novo orçamento. Esse é um orçamento que está em andamento pelo atual governo e que nós vamos atender Às solicitações do novo governo no que for essencial, necessário, imprescindível e inadiável”, disse o senador que ressaltou a “boa vontade” do Congresso.

*Com informações da repórter Carolina Abelin