### O papel do tecido nervoso na captação de estímulos e desencadeamento de respostas

O tecido nervoso, de origem ectodérmica, desempenha um papel crucial no organismo, sendo responsável por captar estímulos e desencadear respostas a eles. Sua unidade fundamental é o neurônio, que pode ser dividido em três partes principais: corpo celular, dendritos e axônio.

O corpo celular do neurônio possui um núcleo e nucléolo bem desenvolvidos, além de uma abundante quantidade de mitocôndrias, retículo rugoso e complexo golgiense. Os dendritos, por sua vez, são ramificações relacionadas com a captação de estímulos, enquanto o axônio é um longo prolongamento responsável pela condução de impulsos nervosos.

A condução dos impulsos nervosos depende dos íons sódio e potássio. Em repouso, o neurônio encontra-se polarizado, com maior concentração de sódio no meio extracelular e maior concentração de potássio no meio intracelular. Durante a propagação do impulso nervoso, ocorre uma inversão de cargas na membrana do neurônio, decorrente do fluxo desses íons.

A passagem do impulso nervoso de um neurônio para outro acontece nas sinapses. Curiosamente, as sinapses são caracterizadas pela ausência de contato físico entre as células. As fibras nervosas podem ser mielínicas, com estrato mielínico que possibilita uma condução mais rápida dos impulsos nervosos, ou amielínicas, que conduzem o impulso nervoso mais lentamente.

Ao estudar sobre o sistema nervoso, é importante que o vestibulando dedique atenção às partes constituintes do neurônio, suas funções, o mecanismo de transmissão do impulso nervoso e o funcionamento das sinapses. Questões sobre esses tópicos são frequentemente abordadas em provas. Para facilitar o estudo desses conteúdos, é recomendado assistir a um vídeo resumo que elaboramos. Não deixe de compartilhar e se inscrever para acessar todos os materiais!

[Vídeo resumo sobre o sistema nervoso](https://www.youtube.com/watch?v=EE1lwpzSPSI)

Agora, vamos às questões!

#### Questão 01: A busca pela reparação da bainha de mielina na esclerose múltipla

Um grupo de cientistas franceses está explorando a possibilidade de ajudar os neurônios a reparar os danos causados pela esclerose múltipla, doença autoimune e degenerativa sem cura. O desafio terapêutico é prevenir o avanço das deficiências causadas pela doença, e uma das estratégias é reparar a bainha de mielina, que é progressivamente destruída pela esclerose múltipla. A bainha de mielina é essencial para a condução adequada dos impulsos nervosos.

[Fonte: Correio Braziliense](https://correiobraziliense.com.br/app/noticia/ciencia-e-saude/2017/05/31/interna_ciencia_saude,599187/a-esclerose-multipla-e-a-pista-da-reparacao-dos-neuronios)

Na esclerose múltipla, ocorre a diminuição da velocidade ou interrupção da propagação dos impulsos nervosos nos neurônios afetados pela doença. Portanto, a alternativa correta é a letra C.

#### Questão 02: O Sistema Nervoso Autônomo nos humanos

Uma pesquisa sobre os golfinhos revelou que eles são capazes de reduzir a frequência cardíaca no momento do mergulho como uma estratégia para potencializar a atividade de mergulho e diminuir os riscos da doença da descompressão. Essa ação, que antes se pensava ser controlada pelo Sistema Nervoso Autônomo, pode ser uma ação voluntária e regulada de acordo com a duração e o tipo de mergulho que os animais pretendem realizar.

[Fonte: Frontiers in Physiology](https://www.frontiersin.org/article/10.3389/fphys.2020.604018/DOI=10.3389/fphys.2020.604018)

No Sistema Nervoso Autônomo dos humanos, suas divisões se distinguem tanto funcionalmente, devido ao tipo de controle realizado sobre cada órgão, quanto estruturalmente, devido à região do Sistema Nervoso Central de onde partem as fibras de cada divisão. A divisão Parassimpática é responsável pela redução da frequência cardíaca e pelos estímulos à movimentação do estômago e dos intestinos. Portanto, a alternativa correta é a letra D.

#### Questão 03: O impul