Técnicas eficientes para facilitar o aprendizado de concursos

A preparação para concursos requer o uso de técnicas que otimizem o aprendizado. Entre elas, destaca-se o mapa mental, também conhecido como organograma. Os mapas mentais são recursos visuais que representam de forma clara e concisa as ideias e conceitos relacionados a um determinado conteúdo, partindo de uma palavra-chave central. Apesar de algumas pessoas apresentarem maior facilidade de aprendizado do que outras, no universo dos estudos é possível encontrar diversas formas de aprender. O desafio consiste em descobrir qual é a melhor técnica para cada indivíduo, aquela que vai facilitar o processo de assimilação de conhecimento. Seja qual for a sua forma de aprender, reunimos 7 dicas simples de como criar um mapa mental eficiente. Acompanhe a seguir!

Dicas para criar um mapa mental eficiente

#1 – Utilize uma folha na horizontal

Quando se trata de organizar um mapa mental, é ideal utilizar uma folha na horizontal. Isso proporcionará maior espaço para organizar as informações. Se necessário, utilize mais de uma folha. O objetivo principal é organizar o conteúdo, independente da quantidade de folhas utilizadas.

#2 – Tenha diferentes cores de caneta

O uso de marcadores ou canetas de diferentes cores contribui para uma visualização mais clara do mapa mental e dos objetivos propostos. Portanto, separe pelo menos três cores diferentes para organizar as informações.

#3 – Comece pelo centro

Inicie o mapa mental a partir do centro da folha, escrevendo os subtemas que estão relacionados à palavra-chave central. Veja um exemplo na figura abaixo:

Exemplo:

#4 – Utilize letras de forma

Embora não seja uma regra, utilizar letras de forma proporciona maior legibilidade e clareza no mapa mental. As letras de forma são geralmente mais nítidas e fáceis de ler, especialmente para pessoas com dificuldades de leitura ou visão. Além disso, a utilização desse estilo de letra contribui para a uniformidade do mapa mental, mantendo um padrão visual consistente e evitando confusão no reconhecimento dos caracteres.

#5 – Separe o tema do mapa mental

Antes de começar a criar o mapa mental, organize-se seguindo os passos a seguir: escolha a matéria, selecione o assunto, defina os tópicos mais importantes e, por fim, os subtópicos. Veja um exemplo na figura abaixo:

Exemplo:

#6 – Crie ramificações

A partir da palavra-chave central, crie ramificações para os temas, utilizando cores diferentes e setas para fazer a conexão e indicar a direção do fluxo de informações. Isso auxiliará na visualização da estrutura do mapa mental. Veja um exemplo na figura abaixo:

Exemplo:

#7 – Conecte as informações

Agora que você possui todas as ferramentas necessárias, é hora de conectar os assuntos de forma que faça sentido para você. Faça as conexões entre as informações e busque criar uma sequência lógica dentro do mapa mental.

Após finalizar o mapa mental, lembre-se de que o primeiro pode não ficar exatamente como você imaginou. No entanto, a prática é fundamental para aperfeiçoar essa técnica. Faça e refaça o seu mapa mental até alcançar o resultado desejado. Tenha em mente que existem diversas outras técnicas de estudo dinâmicas que podem se adequar ao seu método de aprendizagem.

Leia também: Como funciona o método pomodoro de estudos?

>> Confira outras dicas de estudo aqui! [LINK]