Caixa Tem promove mudanças nos critérios de atualização, impactando diretamente os brasileiros: O Caixa Tem está renovando os seus critérios de atualização e está impactando diretamente na vida dos brasileiros. Este aviso é fundamental para todos aqueles que recebem auxílios através da plataforma e desejam manter este pagamento em dia. Confira abaixo mais detalhes e evite o corte do benefício. Caixa Tem renova critérios de atualização para permanência dos benefícios (Imagem: FDR) Entre os benefícios pagos através do Caixa Tem, o grande destaque vai para o Bolsa Família. Este programa efetua pagamentos mensais pelo Caixa Tem. Porém, existem cidadãos que estão com os seus depósitos em atraso. A causa desta demora é que o aplicativo não foi devidamente atualizado. Além do aplicativo, o registro do cidadão no Cadastro Único também pode estar vencido. É recomendado que os dados do beneficiário sejam atualizados a cada dois anos. Portanto, veja abaixo quais são as melhores formas de evitar este tipo de problema e como fazer para ajustar os problemas apresentados.

Evitar complicações com o recebimento via Caixa Tem
Inicialmente, é fundamental manter o seu aplicativo atualizado. Para isto, é preciso consultar a loja digital do seu aparelho celular, seja ele Android ou IOS. Com isto, se houver, ao lado do app, a palavra “Atualizar”, realize esta atualização e provavelmente os seus problemas no app cessarão. Porém, caso isto não resolva, é interessante visitar uma unidade do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) no seu município e apresentar a situação. Isto porque os seus dados do Bolsa Família ou do Auxílio Gás podem estar desatualizados e está causando o impedimento do depósito em conta.

Quais documentos são necessários para atualização do registro?
Para realizar a atualização, tenha os seguintes documentos em mãos:
Documento de identidade do titular da conta e de todos os familiares;
Comprovante de residência;
CPF ou Título de Eleitor;
Em caso de crianças entre 0 e 6 anos, a família pode receber parcela extra de R$ 150,00;
No caso de jovens entre 7 e 18 anos incompletos e mulheres grávidas, a parcela extra será no valor de R$ 50,00. Para mais informações, acesse o site da FDR: FDR.