### Proposta que dá liberdade ao PT para cumprir promessas de campanha será discutida no Senado

O vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB), apresentou uma sugestão de texto da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) no Senado Federal. A proposta visa manter o pagamento do maior programa de distribuição de renda do país, o Auxílio Brasil, que voltará a se chamar Bolsa Família, em R$ 600, além do pagamento de R$ 150 adicionais caso os pais tenham filhos de até seis anos de idade.

A PEC da Transição, como foi apelidada pelo relator do Orçamento, senador Marcelo Castro (MDB-PI), prevê que o benefício social estará fora do teto de gastos a partir do próximo ano por tempo indeterminado, o que terá um custo projetado em R$ 175 bilhões. Além disso, a proposta também permitirá a destinação de R$ 22 bilhões de excesso de arrecadação para investimentos.

A proposta ainda terá de passar por discussões na Comissão de Constituição e Justiça e no Plenário da Casa antes de ser aprovada. A articulação com o Congresso para eventuais mudanças ao texto será feita nos próximos dias. Alckmin está confiante de que há um clima favorável para a aprovação da PEC antes do fim do mês de novembro.

Para mais detalhes, acesse: [Estadão](https://jpimg.com.br/uploads/2022/11/fup20221103141-675×450.jpg)