A partir de 2024, o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social (MDS) realizará bloqueios no Bolsa Família de janeiro para usuários com CPF irregular no Cadastro Único (CadÚnico). O intuito é garantir a conformidade com os requisitos estabelecidos. Os bloqueios no Bolsa Família de janeiro podem ocorrer em situações de CPF suspenso, cancelado ou com divergência de titularidade na Receita Federal, além de inconsistência de dados no CadÚnico. Caso o beneficiário não regularize a situação após seis meses de bloqueio, há a possibilidade de cancelamento definitivo do benefício.

Para evitar bloqueios no Bolsa Família de janeiro, é fundamental realizar a atualização dos dados cadastrais em caso de irregularidades. Essa atualização pode ser feita online, por meio do navegador ou do aplicativo do CadÚnico. Além disso, é possível efetuá-la presencialmente em unidades da Receita Federal, bem como em postos conveniados, tais como Correios, Cartórios, Banco do Brasil ou Caixa Econômica.

Assegurando a eficácia das medidas para garantir a conformidade com os requisitos estabelecidos, o Ministério alerta que os beneficiários com irregularidades serão notificados por meio do aplicativo do Bolsa Família ou da Caixa Econômica Federal (CEF). Além disso, é possível checar a sua situação do CPF da seguinte maneira:

1. Acesse o site da Receita Federal;
2. Clique em “Consultar CPF”;
3. Insira o número do documento e a data de nascimento do titular;
4. Clique em “Consultar”, gerando o comprovante de situação cadastral do CPF.

Essas medidas são cruciais para garantir a conformidade com os requisitos estabelecidos e evitar possíveis interrupções nos pagamentos do Bolsa Família. A pesquisa foi realizada por Laura Alvarenga, graduada em Jornalismo. Se o usuário deseja obter mais informações sobre o processo de regularização do Bolsa Família de janeiro, podem conferir o vídeo explicativo clicando aqui. Para outras informações, clique em Laura Alvarenga.