**Regras de aposentadoria que sofrem alterações anualmente**

Desde a entrada em vigor da Reforma da Previdência em 2019, as regras de algumas aposentadorias estão passando por mudanças anualmente. Essas alterações envolvem tanto os requisitos necessários para obter o benefício, quanto o cálculo realizado para determinar o valor da aposentadoria.

**Quais aposentadorias mudaram a regra com a reforma?**

As mudanças nas regras e cálculos não se aplicam a todos os tipos de aposentadorias. As principais aposentadorias afetadas incluem:

– Aposentadoria por idade
– Aposentadoria por tempo de contribuição
– Aposentadoria especial
– Aposentadoria por idade urbana

**Aposentadoria por idade: mudanças nas regras**

Antes da Reforma da Previdência, as mulheres precisavam ter 60 anos de idade e 180 meses de contribuição com o INSS, enquanto os homens precisavam ter 65 anos de idade e os mesmos 180 meses de contribuição. Uma vez atendidos esses requisitos, os segurados podiam solicitar a aposentadoria e receber um benefício equivalente a 70% da média dos 80% maiores salários, com acréscimo de 1% para cada ano de contribuição.

Com as novas regras, a idade mínima progressiva foi estabelecida. As mulheres que começaram a contribuir antes da reforma precisam atingir a idade de acordo com o ano em que completam a idade, e o tempo mínimo de contribuição continua sendo de 15 anos. Para os homens, a idade mínima é de 65 anos, mas precisam atingir 20 anos de contribuição.

**Aposentadoria por tempo de contribuição**

Antes da reforma, era necessário ter 30 anos de contribuição para mulheres e 35 anos para homens, sem idade mínima. Para quem começou a contribuir antes da reforma, mas não havia atingido os requisitos, existem regras de transição, como a aposentadoria por pontos, idade mínima progressiva, pedágio de 50% e pedágio de 100%.

**Aposentadoria Especial**

A aposentadoria especial, destinada a trabalhadores que exercem funções insalubres ou perigosas, teve suas regras alteradas pela reforma. Antes, não exigia idade mínima ou fator previdenciário. Agora, homens e mulheres que contribuíram após a reforma precisam atingir uma idade mínima, de acordo com o tipo de atividade especial exercida.

As mudanças nas regras da aposentadoria especial afetaram diretamente a possibilidade de se aposentar cedo para trabalhadores expostos a agentes nocivos.

Em resumo, é importante estar sempre atualizado sobre as regras que regem a aposentadoria, pois estas sofrem alterações que podem afetar significativamente o planejamento de aposentadoria dos brasileiros.

Para saber exatamente o valor da aposentadoria para seus casos individuais, é recomendável visitar o site do INSS e utilizar a calculadora disponível.