Governo autoriza preenchimento de mais de 3 mil vagas no serviço público federal

O governo federal anunciou a autorização para o preenchimento de 3.026 vagas no serviço público federal. Dessas vagas, 2.480 serão disponibilizadas por meio de concursos públicos, enquanto as 546 restantes serão destinadas para a nomeação de pessoas aprovadas em concursos anteriores. Os salários iniciais variam de R$ 6 mil a R$ 21 mil mensais.

IBGE e Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos têm o maior número de vagas abertas

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) é o órgão com maior número de vagas abertas, com um total de 895. Em seguida, está o Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos, com 650 vagas, que serão preenchidas por meio de concurso. Dentre essas vagas, 500 são destinadas ao cargo de analista técnico de política social.

A ministra da Gestão, Esther Dweck, afirmou que as 500 vagas destinam-se aos ministérios sociais, incluindo o Ministério do Desenvolvimento Social, Saúde, Ministério das Mulheres, Direitos Humanos, Igualdade Racial e Povos Indígenas. O concurso irá atender cerca de 10 órgãos governamentais.

Com essa autorização, o governo já abriu mais de 8.146 vagas por meio de concursos públicos neste ano. Ao somar as nomeações autorizadas (1.799), o aumento no número de professores e técnicos em instituições de ensino (5 mil) e a ampliação de processos seletivos para servidores temporários (8.141), o total de vagas autorizadas neste ano ultrapassa 23 mil.

De acordo com a ministra Esther, nos últimos anos, houve uma diminuição do número de servidores civis na administração pública federal, resultando na perda de cerca de 80 mil servidores desde 2017. Entre 2017 e 2023, a área social sofreu uma redução de 15,7% na força de trabalho, ao passo que, entre 2002 e 2016, o número de servidores no setor aumentou em 27%.

Além disso, foi anunciada a nomeação de concursados já aprovados para o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e Agência Nacional de Mineração (ANM), que somam um total de 546 vagas.

Vagas para servidores da educação

O Ministério da Gestão informou que, nos próximos dias, será publicada uma portaria conjunta com o Ministério da Educação (MEC) para a distribuição das 5 mil vagas abertas para professores e técnicos administrativos em instituições de ensino federais. Essas vagas foram abertas com a aprovação do Projeto de Lei 12/2023 no Congresso Nacional.

Segundo a ministra Esther Dweck, a prioridade será para os novos campi que estão com falta de pessoal. Ela destacou que, devido ao limite orçamentário, não foi possível preencher as vagas existentes anteriormente, e os novos campi ficaram com o quadro de pessoal defasado. A redistribuição das vagas entre as instituições permitirá a continuidade do processo de expansão das universidades e institutos federais em todo o Brasil.