Ex-candidato do Partido Novo diz que responsabilidade social e fiscal podem caminhar juntas

Felipe D’Ávila, ex-candidato à presidência pelo Partido Novo, foi entrevistado pela Jovem Pan News para discutir a proposta da equipe do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) que visa aumentar os gastos públicos. Ele criticou a PEC da Transição, dizendo que vai contra o que deveria ser feito na economia e que Lula não aprendeu com os erros do passado.

Segundo D’Ávila, o foco do governo deveria ser a redução dos gastos públicos e não aumentá-los para financiar programas sociais. Ele destacou a necessidade de realizar uma reforma administrativa para enfrentar o descontrole fiscal do Brasil. Com relação aos programas sociais, ele ressaltou que o foco deveria ser na pobreza infantil e que não é necessário aumentar os gastos, mas sim direcioná-los de forma mais eficiente.

O ex-candidato também criticou o Bolsa Família, afirmando que deixa a desejar na busca por alternativas para que os beneficiários abandonem a ajuda do governo. Além disso, ele avaliou que os economistas que apoiaram Lula durante a campanha agora percebem o equívoco de suas análises.

Aqui está o link original da notícia.