A partir de janeiro, o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) informou que pessoas com CPF irregular não receberão mais o pagamento do Bolsa Família. Isso significa que o benefício pode ser bloqueado até que haja a regularização do CPF. Em casos mais graves, o corte do benefício é inevitável.

A Instrução Normativa 33/2023 do MDS estabelece que as irregularidades do CPF presentes no Cadastro Único resultarão no bloqueio dos benefícios. Isso indica que o pagamento do Bolsa Família pode ser suspenso a partir de janeiro até que o CPF seja regularizado.

De acordo com informações do próprio MDS, os seguintes erros no CPF, relativos ao titular do Bolsa Família, não serão aceitos:

– Estar suspenso junto à Receita Federal, decorrente de dados incompletos ou ausência nas eleições;
– Ter sido cancelado pela Receita devido a bloqueios judiciais em nome do titular ou mais de um CPF com o mesmo nome;
– Pendente de regularização após a omissão da declaração de imposto de renda anual;
– Ter divergência de titularidade (erro no nome presente no documento).

Para continuar recebendo o Bolsa Família, é necessário procurar a Receita Federal para regularização. Isso pode ser feito através de e-mail, formulário online ou presencialmente, mediante agendamento. Após a regularização com a Receita, os dados do Cadastro Único no CRAS devem ser atualizados.

Portanto, é importante que qualquer membro da família com pendências no CPF busque a regularização. É necessário aguardar um mês após a regularização com a Receita para, então, comparecer ao CRAS.

Assim, é importante que os beneficiários estejam cientes sobre a necessidade de atualização, a fim de garantir a continuidade do recebimento do Bolsa Família. Clique para mais informações: https://www.fdr.com.br/beneficios-sociais/cpf-irregular-ira-bloquear-pagamento-do-bolsa-familia-em-2023/


Revisado e editado por Guilherme Dip notícias
Fonte: FDR – https://www.fdr.com.br/beneficios-sociais/cpf-irregular-ira-bloquear-pagamento-do-bolsa-familia-em-2023/