O Lucro do FGTS 2023, referente aos rendimentos do Fundo de Garantia no ano passado, foi divulgado e ficou em R$ 12,8 bilhões, um valor 16,4% inferior ao esperado. Além disso, houve uma queda de 3,45% em relação ao ganho registrado no ano anterior, que foi de R$ 13,3 bilhões.

O Conselho Curador do Fundo de Garantia irá divulgar até 31 de agosto de 2023 qual será a porcentagem do Lucro do FGTS que será distribuída aos trabalhadores. Vale destacar que, por lei, o lucro não pode ser 100% distribuído. No ano passado, o repasse foi de 99% do total, enquanto em 2020 foi de 66,2% do resultado positivo de 2019.

Desde 2017, os trabalhadores brasileiros recebem o depósito do lucro gerado pelo valor depositado nas contas FGTS. Os valores repassados são proporcionais ao saldo em conta de cada trabalhador e a distribuição é feita sempre no mês de agosto.

Quem tem direito e como sacar o Lucro do FGTS

Todos os trabalhadores que possuem saldo nas contas do fundo de garantia em 31 de dezembro de 2022 terão direito à participação na distribuição do Lucro do FGTS 2023. No entanto, é importante ressaltar que o valor do lucro se soma ao saldo que já está depositado na conta do FGTS e a retirada do dinheiro segue as mesmas regras de saque do fundo. Isso significa que o valor depositado só poderá ser sacado em casos específicos, como aposentadoria, doença, compra de imóvel, demissão sem justa causa ou saque aniversário.

Consulta FGTS

Os trabalhadores podem consultar o saldo da conta FGTS e verificar o depósito dos lucros através de um serviço de SMS disponibilizado pela Caixa, pelo Aplicativo FGTS (disponível para Android e iOS) ou pelo internet banking (para os clientes da Caixa).