Guia para ingressar na carreira de Policial Civil Como as cotas para negros funcionam em concursos públicos? O que estudar em matemática para a ESA? Concurso aberto para a Polícia Civil de São Paulo com 3.500 vagas! Novo concurso previsto para a Caixa Econômica Federal em 2024! A nota de corte para a segunda fase do Concurso do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ SP – capital) foi divulgada e passou por retificação! A nota de corte para essa fase, que consiste na prova de digitação, foi retificada para o cargo de Escrevente da 1ª Região Administrativa Judiciária – Comarca da Capital. Confira as notas de corte abaixo:

– Lista Geral: 1.500 convocados;
– Lista de Candidatos com Deficiência (PcD): 100 convocados;
– Lista de Candidatos Negros: 400 convocados.

Leia também: Vale a pena ser escrevente no Concurso do TJ SP?
Confira o local de prova do Concurso do TJ SP para as cidades do interior! Os locais de prova da seleção para as cidades do interior que estão oferecendo 60 vagas foram divulgados no Diário da Justiça Eletrônico, “de A até B”. Veja os locais neste link (a partir da página 51)! A prova será realizada no dia 02 de julho às 13h.

Leia também: Conheça as principais características da Vunesp como banca organizadora de concursos.

Questão passível de recurso no Concurso do TJ SP para a capital! Após a correção das provas do certame, que aconteceu no último domingo, dia 28 de maio, os professores especialistas em Carreiras Tribunais do AlfaCon identificaram uma questão passível de recurso na prova de RLM (Raciocínio Lógico Matemático). Segundo o professor Daniel Lustosa, uma das frases do enunciado fica errada e não há resposta correta nas alternativas. O recurso completo está disponível no CURSO GRATUITO – Escrevente do Tribunal de Justiça de São Paulo + Simulados do TJ SP. Para acessar, clique no botão abaixo e vá até a aba “Questões passíveis de Recurso – TJ SP -> Material de Apoio -> Recurso-RLM-Lustosa” para baixar o arquivo.

Saiba mais sobre as atribuições do cargo de Escrevente Técnico Judiciário! O Escrevente é responsável por executar atividades relacionadas à organização dos serviços com funções de apoio técnico e administrativo nas unidades do Tribunal de Justiça. Isso inclui dar andamento em processos judiciais e administrativos, atender ao público interno e externo, elaborar e conferir documentos, controlar o material de expediente, atualizar-se sobre a legislação pertinente e seguir as normas internas.

Leia também: Saiba quanto ganha um escrevente judiciário no Concurso do TJ SP.

Saiba mais sobre o edital do Concurso do TJ SP com vagas para as cidades do interior! (Link: https://www.youtube.com/watch?v=VSpVTpgSkoQ)

Leia também: Quem pode fazer o concurso do TJ SP?

Saiba mais sobre o edital do Concurso do TJ SP com vagas para a capital! (Link: https://www.youtube.com/watch?v=Vyt-E6T170w)

O que estudar para a prova do Concurso do TJ SP?

1ª Etapa: Prova objetiva – Eliminatória

A prova objetiva é composta por 100 questões de múltipla escolha e tem duração de cinco horas. O objetivo é avaliar o conhecimento teórico do candidato para as atividades do cargo. As questões são divididas em três blocos, cada um relacionado a uma disciplina:

– Bloco I: Língua Portuguesa – 24 questões;
– Bloco II: Conhecimentos em Direito – 40 questões;
– Bloco III: Conhecimentos Gerais.

A prova é avaliada em uma escala de 0 a 10 pontos. Nos blocos I e II, o candidato deve acertar pelo menos 50% das questões, enquanto o bloco III tem caráter classificatório. O candidato é considerado habilitado se obtiver nota igual ou superior a cinco pontos nos três blocos. Apenas os candidatos melhor classificados na prova objetiva serão convocados para a segunda etapa.

Leia também: Dicas de estudo para o Concurso do TJ SP.

2ª Etapa: Prova Prática (Formatação e Digitação) – Eliminatória

A prova prática tem o objetivo de avaliar o conhecimento e as habilidades do candidato. Nessa etapa, é utilizado um editor de texto em microcomputador (PC) em ambiente gráfico (Microsoft Windows). A pontuação varia de 0 a 10, sendo necessário obter nota igual ou superior a cinco pontos para ser aprovado.

Apenas os candidatos habilitados e melhor classificados na prova objetiva serão convocados para esta etapa. A prova prática consiste em duas atividades: formatação de um texto preestabelecido e digitação de um texto copiado de aproximadamente 1.800 caracteres.

Leia também: O que vai cair no Concurso do TJ SP.

(function(f,b,e,v,n,t,s){if(f.fbq)return;n=f.fbq=function(){n.callMethod?n.callMethod.apply(n,arguments):n.queue.push(arguments)};if(!f._fbq)f._fbq=n;n.push=n;n.loaded=!0;n.version=’2.0′;n.queue=[];t=b.createElement(e);t.async=!0;t.src=v;s=b.getElementsByTagName(e)[0];s.parentNode.insertBefore(t,s)}(window,document,’script’,’https://connect.facebook.net/en_US/fbevents.js’);fbq(‘init’,’313886272126638′);fbq(‘track’,’PageView’)