Contribuição do INSS para Autônomos: O que você precisa saber

Se você é autônomo, empresário ou microempreendedor individual, é importante entender como pagar INSS autônomo. Este é um passo essencial para garantir sua proteção previdenciária. Neste artigo, vamos explorar o que é a contribuição do INSS, sua importância, os tipos de contribuição e quem pode contribuir. Além disso, você verá um passo a passo para pagamento como autônomo, os valores mínimos e a tabela do INSS autônomo.

O que é a contribuição do INSS?

A contribuição do INSS é um valor que os trabalhadores pagam ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Esse valor é usado para financiar a Previdência Social, responsável por garantir os benefícios previdenciários, como aposentadoria, auxílio-doença e pensão por morte.

Para que serve a contribuição do INSS?

A contribuição do INSS serve para garantir que o trabalhador tenha direito aos benefícios previdenciários. Ao contribuir regularmente, o trabalhador “compra” o direito de receber esses benefícios quando precisar. Portanto, a contribuição ao INSS serve para proporcionar uma rede de segurança financeira aos trabalhadores em momentos de necessidade, como a aposentadoria, doença ou invalidez. Além disso, ela também assegura benefícios à família em caso de falecimento do segurado.

Quais os tipos de contribuição INSS?

Existem diferentes tipos de contribuição ao INSS, cada um voltado para um grupo específico de trabalhadores:

– Contribuinte Obrigatório
– Contribuinte Individual
– Contribuinte Facultativo
– Contribuinte Segurado Especial

Quem pode contribuir com o INSS?

Qualquer pessoa que exerça atividade remunerada no Brasil pode contribuir para o INSS. Isso inclui empregados em qualquer regime CLT, autônomos, profissionais liberais, empresários, MEIs, trabalhadores avulsos, empregados domésticos e segurados especiais.

Como pagar INSS sendo autônomo?

A seguir, você verá um passo a passo para pagar INSS sendo autônomo:

1. Encontrar seu PIS/NIT
2. Escolher forma de contribuição
3. Emitir a Guia da Previdência Social (GPS)

O valor mínimo para pagar a contribuição como autônomo é o salário mínimo. No entanto, o valor a ser pago depende do salário que o contribuinte deseja receber quando se aposentar. Portanto, quanto maior a contribuição, maior será o benefício futuro. Para ajudar a entender as alíquotas, disponibilizamos uma tabela do INSS Autônomo:

Tabela do INSS Autônomo
Tipo de Segurado|Alíquota da Contribuição INSS|Valor da Contribuição INSS
:–|:–:|:–:
Contribuinte Individual (Autônomo)|5%|R$ 66,00
Contribuinte Individual (Autônomo)|11%|R$ 145,20
Contribuinte Individual (Autônomo)|20%|de R$ 264,00 a R$ 1.501,50
*Fonte: meutudo*

Além disso, confira uma tabela com os outros tipos de contribuições:

Tabela INSS outros contribuintes
Tipo de Segurado|Alíquota da Contribuição INSS|Valor da Contribuição INSS
:–|:–:|:–:
Segurado Especial|1,3%|Sobre o valor da receita bruta de produção rural
MEI – Microempreendedor Individual|5%|R$ 66,00
MEI – Microempreendedor Individual|20% (Complementação)|R$ 264,00
Segurado Facultativo|5% (apenas baixa renda)|R$ 66,00
Segurado Facultativo|11%|R$ 145,20
Segurado Facultativo|20%|R$ 264,00
*Fonte: meutudo*

Agora que você sabe como pagar INSS sendo autônomo, compartilhe este conteúdo para ajudar outras pessoas a ficar informadas. Continue acompanhando todas as informações que a meutudo passa, preenchendo o formulário e recebendo uma seleção do nosso conteúdo em seu e-mail. Se restar alguma dúvida, consulte nossas perguntas frequentes ou entre em contato conosco.