A dúvida sobre o valor do Bolsa Família tem gerado muita confusão entre as famílias beneficiárias. Notícias recentes apontam a possibilidade de receber parcelas superiores a R$ 1 mil, o que tem deixado muitas pessoas em dúvida sobre qual é o valor correto do benefício.

Na verdade, o valor do Bolsa Família pode variar de acordo com alguns critérios e restrições. Antes mesmo da oficialização do programa, ainda em janeiro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva já havia tomado algumas providências envolvendo o programa de transferência de renda.

No lançamento oficial do Bolsa Família em março de 2023, Lula estabeleceu uma regra importante envolvendo os valores do benefício. De acordo com as normas do programa, cada membro da família tem direito a um benefício de R$ 142.

No entanto, famílias numerosas, com até dez membros, têm direito a receber uma parcela total de R$ 1.420. Isso ocorre devido à nova fórmula de cálculo do Bolsa Família, que considera a composição familiar para determinar o valor do benefício.

Os valores do Bolsa Família são estabelecidos da seguinte forma:

  • Famílias com até quatro pessoas: R$ 600;
  • Famílias com cinco pessoas: R$ 710;
  • Famílias com seis pessoas: R$ 852;
  • Famílias com sete pessoas: R$ 994;
  • Famílias com oito pessoas: R$ 1.136;
  • Famílias com nove pessoas: R$ 1.278;
  • Famílias com dez pessoas: R$ 1.420.

É importante ressaltar que o Bolsa Família é destinado a famílias com renda mensal de até R$ 218 por pessoa. Essa renda é calculada somando-se a renda de todos os integrantes da família e dividindo pelo número de pessoas. Se o resultado for menor que R$ 218, a família tem direito a receber o benefício.

Bolsa Família: Vou receber benefício antecipado?

O programa também estabelece algumas regras que as famílias beneficiárias devem cumprir, como a realização do acompanhamento pré-natal, o acompanhamento do calendário nacional de vacinação e a frequência escolar mínima para as crianças.

Os pagamentos do Bolsa Família começaram em março, com um valor médio de R$ 670. Além disso, o programa prevê um “benefício extraordinário de transição” para as famílias que recebiam anteriormente o Auxílio Brasil.