Comissão organizadora do Concurso Ministério do Trabalho – AFT é divulgada

Foi divulgada recentemente a comissão organizadora do tão aguardado Concurso Ministério do Trabalho – Auditor-Fiscal do Trabalho (AFT). O concurso tem como objetivo preencher um total de 900 vagas para o cargo de Auditor Fiscal do Trabalho.

Essa é uma ótima oportunidade para aqueles que possuem curso superior completo e estão em busca de uma carreira estável no serviço público. O Ministério do Trabalho e Emprego formou um Grupo de Trabalho (GT) para tratar da proposta de carreira para os servidores da pasta.

Os integrantes do GT são representantes do Ministério do Trabalho e Emprego, da Confederação dos Servidores Públicos do Brasil, da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social e da Comissão Nacional de Negociação dos Servidores Administrativos do Ministério do Trabalho e Emprego.

As funções desempenhadas pelos integrantes do GT incluem promover debates sobre os temas de competência do grupo, obter e organizar dados e informações, realizar diagnósticos e elaborar proposta de carreira para os servidores do Ministério do Trabalho e Emprego.

Durante a cerimônia de posse, o secretário-executivo do MTE, Francisco Macena da Silva, anunciou que o governo realizará o concurso para o cargo de Auditor-Fiscal do Trabalho, Técnico de TI e servidores administrativos ainda este ano. “Ainda bem que o governo está tendo a sensibilidade de atender a esta demanda. A nossa categoria conta com concurso”, diz Ana Palmira.

Havia uma grande expectativa para a realização deste concurso devido ao déficit de mais de 2 mil servidores. O presidente do SINAIT, Bob Machado, já havia destacado a urgência de um novo certame para o cargo de Auditor-Fiscal do Trabalho, afirmando que este poderá ser o maior concurso da história da inspeção do trabalho devido a esse déficit.

O último concurso para o cargo ocorreu em 2013, quando foram oferecidas 100 vagas. As provas foram aplicadas pelo Cespe/UnB, atualmente conhecido como Cebraspe, e a seleção foi composta por provas objetivas, provas discursivas e análise de vida pregressa.

O requisitos para investidura do cargo incluem ter sido aprovado em todas as etapas do certame, ter nacionalidade brasileira, gozar dos direitos políticos, estar em dia com as obrigações eleitorais e militares, ter idade mínima de 18 anos, possuir aptidão física e mental, ter diploma de nível superior em qualquer área, apresentar declaração de bens atualizada, firmar termo de compromisso de permanência na localidade por, no mínimo, 3 anos, entre outros.

Não perca tempo e comece hoje mesmo a sua preparação para o concurso. Ainda não há previsão para a publicação do edital, mas é importante estudar com antecedência. Aproveite nossos cursos gratuitos para dar início aos seus estudos e conquistar a sua vaga no serviço público.