O pagamento do Bolsa Família em dezembro antecipou sua previsão, oferecendo um adiantamento e um valor aumentado para os beneficiários, sendo realizado entre os dias 11 e 22 de dezembro. A iniciativa teve como objetivo ampliar o tempo disponível para o planejamento financeiro das celebrações de final de ano. O benefício que alcançará cerca de 20 milhões de famílias em condições de vulnerabilidade social deve seguir a ordem do dígito final do Número de Identificação Social (NIS) e os valores serão destinados a cada cidadão. O Bolsa Família vai ter um pagamento mínimo de R$ 704 para que as famílias sejam elegíveis para receber, com base em uma renda mensal de até R$ 218 por integrante ativo. Dessa maneira, a mãe que trabalha como diarista e tem como única renda R$ 800 por mês, somando os integrantes da família, teria direito a receber o Bolsa Família. Acompanhando o mínimo de frequência escolar e de avaliação do estado nutricional das crianças menores de 7 anos, as famílias poderão ter acesso ao programa. Este fator se destaca como uma das regras para receber o Bolsa Família em dezembro, juntamente com o calendário de pagamentos, que divide o pagamento pelo NIS final:
1. 11 de dezembro: NIS com final 1;
2. 12 de dezembro: NIS com final 2;
3. 13 de dezembro: NIS com final 3;
4. 14 de dezembro: NIS com final 4;
5. 15 de dezembro: NIS com final 5;
6. 18 de dezembro: NIS com final 6;
7. 19 de dezembro: NIS com final 7;
8. 20 de dezembro: NIS com final 8;
9. 21 de dezembro: NIS com final 9;
10. 22 de dezembro: NIS com final 0.
Deste modo, o plano de adiantamento para o mês de dezembro ofereceu um valor maior, atingindo os beneficiários mais cedo para o planejamento tanto do benefício quanto das finanças familiares, auxiliando no bem-estar do público. Para acessar mais informações, clique nos links abaixo.