O direito do trabalhador à aposentadoria por pontos é resultado da soma de pontos acumulados pelo contribuinte, que corresponde à idade do trabalhador somada ao tempo de contribuição. Para entender melhor como funciona essa modalidade e se ela ainda é vantajosa atualmente, clique aqui.

Foi criada em 2015 pela Lei nº 13.183 e não possui idade mínima para solicitar, além de não levar em conta o fator previdenciário. No entanto, após a Reforma da Previdência em 2019, atingir os pontos necessários ficou mais difícil. Para saber mais sobre as mudanças, clique aqui.

Antes da Reforma, a aposentadoria por pontos tinha o objetivo de fazer com que as pessoas com tempo de contribuição considerável aguardassem mais para solicitar o benefício. Funcionava de forma simples: ao atingir a quantidade de pontos, o contribuinte podia se aposentar sem a incidência do fator previdenciário. Clique aqui para entender mais sobre como funcionava antes da Reforma.

Para os beneficiários do INSS, eram necessários 30 anos de contribuição e 85 pontos para mulheres e 35 anos de contribuição e 95 pontos para homens. Já para os servidores públicos, as regras eram diferentes. Clique aqui para entender as diferenças.

Após a Reforma, os pontos se tornam progressivamente maiores a cada ano, o que dificulta que os beneficiários atinjam seus números. Para mulheres, a quantidade mínima de pontos é 86, além dos 30 anos de contribuição; para homens, a quantidade mínima de pontos é 96, além dos 35 anos de contribuição. Clique aqui para ver a tabela completa da progressão dos pontos por ano.

Para os servidores públicos, a aposentadoria por pontos exige uma idade mínima. Para homens, é necessário ter pelo menos 62 anos e para mulheres, 56 anos, além de outros requisitos. Clique aqui para entender as regras completas.

A reforma trouxe muitas mudanças e implementou regras de transição na aposentadoria por tempo de contribuição. A regra por pontos consiste na soma da idade do contribuinte com o tempo que ele contribuiu para obter o benefício. Clique aqui para entender mais sobre as mudanças trazidas pela reforma.