Autorização para concurso público da AGU e do Ministério da Cultura

A Advocacia-Geral da União (AGU) foi autorizada a realizar concurso público para a oferta de 400 vagas, de acordo com a portaria do Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGISP), publicada no Diário Oficial da União. As vagas serão destinadas a candidatos com nível superior e as áreas contempladas incluem administração, arquitetura, arquivo, análise técnico-administrativa, contabilidade, economia, engenharia, estatística, medicina, psicologia, assuntos educacionais e comunicação social.

A prova do concurso será realizada 2 meses após o lançamento do edital, e a AGU deverá cumprir as políticas de reserva de vagas previstas para esse tipo de seleção. A medida atende a um pedido da instituição, que destacou um déficit de 2,3 mil vagas, principalmente nas áreas de analistas técnico-administrativos e analistas em tecnologia da informação.

Além disso, o quadro de pessoal da AGU é composto por 4.506 servidores, sendo que apenas 1.272 são do quadro permanente. Os demais profissionais são nomeados em cargos em comissão, contratados temporariamente ou requisitados de outros órgãos.

Ministério da Cultura

O Ministério da Gestão também autorizou o Ministério da Cultura (MinC) a realizar concurso público para 50 profissionais de nível superior, com a publicação de uma portaria no Diário Oficial da União. As vagas são para analistas técnico-administrativos e seguirão os mesmos prazos previstos para o processo seletivo da AGU.

Essas autorizações representam um passo importante para reforçar os quadros de pessoal desses órgãos e garantir a continuidade e eficiência dos serviços prestados à população.