– Entenda mais sobre aposentadoria por invalidez 32

A questão sobre a possibilidade de aposentadoria por invalidez 32 ser definitiva é algo frequente na busca por informações sobre a aposentadoria. É importante entender que a aposentadoria por invalidez, chamada de aposentadoria por incapacidade permanente desde 2019, é um benefício previdenciário concedido aos segurados que, em razão de uma doença ou lesão, comum ou ligada ao trabalho, tenham ficado incapacitados de trabalhar. Isso é identificado pelo código 32, que divide a aposentadoria por invalidez comum da aposentadoria por invalidez acidentária, concedida ao segurado que sofreu acidente de qualquer natureza, no trabalho ou no trajeto.

Quem tem direito à aposentadoria por invalidez 32 precisa cumprir requisitos, como ter cumprido a carência de 12 meses de contribuição, exceto nos casos de doença grave ou doença preexistente à filiação ao INSS, desde que a incapacidade seja decorrente do agravamento dessa doença, e estar incapacitado permanentemente para o trabalho, sem possibilidade de reabilitação, conforme atestado pela perícia médica do INSS.

A expectativa da aposentadoria por invalidez é de que o segurado não possa mais se recuperar da sua saúde e voltar a trabalhar. No entanto, isso não significa que o benefício seja irreversível, pois o INSS faz revisões periódicas sobre o estado de saúde do segurado para saber se ele continua incapaz ou se houve melhora no seu quadro clínico. Além disso, a reforma da Previdência de novembro de 2019 modificou o valor do benefício, deixando-o menos vantajoso.

Para calcular a aposentadoria por invalidez 32, é necessário fazer o cálculo da média aritmética simples de todos os salários de contribuição desde julho de 1994 até a presente data e aplicar um coeficiente sobre o valor do salário de benefício. É possível pedir a aposentadoria 32 do INSS pela internet, sem a necessidade de ir até uma agência no primeiro momento.

No dia da perícia médica, é necessário apresentar documentos como documentos pessoais, CTPS, contrato de trabalho, atestado médico ou laudo médico, exames que comprovem a incapacidade, receitas de medicamentos, e o documento fornecido pelo empregador que informa o último dia de trabalho na empresa.

É importante ressaltar que o aposentado por invalidez 32 pode ser isento de pagar o Imposto de Renda caso possua alguma das doenças consideradas graves pela lei, como cegueira e doença de Parkinson. No entanto, o benefício pode ser cancelado, e em caso de não comparecimento à perícia médica, o benefício poderá ser suspenso.

No entanto, é possível contratar empréstimo consignado estando aposentado por invalidez 32, desde que ele esteja desbloqueado para empréstimos e com margem consignável disponível.