No Brasil, o Estado da Bahia registrou o maior corte de beneficiários do Bolsa Família, seguido pelo Rio de Janeiro e São Paulo.

Desde dezembro de 2022, cerca de 700 mil beneficiários foram excluídos do programa em todo o país. A Bahia teve 107 mil beneficiários a menos somente neste mês, seguido pelo Rio de Janeiro, com corte de 105 mil cadastrados em julho, e São Paulo, com 90 mil a menos no mesmo período.

Durante o último ano da gestão de Jair Bolsonaro, mais de 3,7 milhões de pessoas foram incluídas no programa, totalizando quase 21 milhões de beneficiários. No entanto, o governo de Luiz Inácio Lula da Silva, do PT, afirma que a maioria desses cadastrados não cumpria os requisitos para permanecer no programa.

Atualmente, 20,9 milhões de pessoas são atendidas pelo Bolsa Família no Brasil.

Fonte: JPimg